terça-feira, 27 de novembro de 2007

...


Ias a correr como quem está a fugir
a fugir como quem tenta não morrer
a morrer como quem já não consegue sentir
Ias sem sequer olhar para trás
para trás deixaste o que ficou
e o que ficou não volta mais
Ias com a pressa definida
definiste nos passos a coragem
e a coragem foi quem marcou a partida
Ias a correr e paraste
paraste para pensar na vida
na vida que desperdiçaste
Começaste a andar devagar
e com vagar saboreaste
o Passo que acabaste de dar


Fotografia: Shady running by Gilad
in http://gilad.deviantart.com/
(Todos os Direitos reservados)

3 comentários:

pp disse...

Profundo, correcto, e real, mto bonito
sem dúvida alguma, só não consigo entender
um post que escreveste a dizer que não fazias poesia...então isto é o quê?

Soberbo nota vinte mi gusta de poesia mutcho!!!

:)

Sandrine disse...

Obrigada PP!
Eu já te avisei... qualquer dia habituo-me mesmo aos elogios!!! :)
Kiss
s

Patrícia disse...

pois...eu também não percebí o mesmo!!