terça-feira, 18 de setembro de 2007

Percalços...


Vou a coxear pelos caminhos
dizia eu
a dor chega mesmo a ser insuportável
diria até incomensurável
mas não me quero fazer de vitima
Ando devagar e quase não se ouvem os meus passos
e a perspectiva de futuro assusta assim como este coxear já me cansa
Não é da idade, não pode ser da idade
O cansaço faz-nos por vezes coxear, vacilar, mas não é isso
Também não é o medo de encontrar percalços que me hão-de fazer tremer e eventualmente levar um joelhinho ao chão
e mesmo que o levasse... as feridas acabam por sarar
Vou a coxear pelos caminhos
dizia eu
e a dor obriga-me mesmo a parar
Mas só por hoje...
Amanhã já voltarei a andar!

4 comentários:

Patrícia disse...

tadinha....

Muitos beijinhos e as melhoras

deKruella disse...

é da idade é!
Olha-me agora esta?!?

Mas olha que coxeias muita bem pá, dás ali um movimento às ancas uiiiiii
que até os ossos rangem ;)

Vá, já à minha frente a correr e ao pé-coxinho...salta! ;)

Jito grande e melhoras

anamoris disse...

A nossa sorte é pensar sempre que há um outro amanhã.
Escreves bem tu!!!
Beijos

pp disse...

Lá está a canção....Coxeando per la calle non te vi...coxeando per la calle non te vi....

foi para descomprimires :)