terça-feira, 11 de setembro de 2007

Arrastando o seu cadáver





"É demencial Não há palavras que consigam dizer o horror
Vi um pobre homem agarrado ao que restava da sua mulher
Errando pela baixa
Os olhos fixos num horizonte perdido
Sem uma palavra Sem um som
Arrastando a carcassa desfigurada por entre o trânsito do fim da tarde
Passei sem conseguir dizer nada

Ninguém dizia nada
O silêncio
Acompanhava o olhar vazio
A dor

A vaguear por entre as ruínas e o trânsito do fim da tarde
As pessoas apressavam-se por causa do cair da noite
E o pobre homem seguia um destino sem rumo
Arrastando o seu cadáver

E o pobre homem
Seguia um destino sem rumo
Arrastando o seu cadáver

Ninguém dizia nada
O silêncio
Acompanhava o olhar vazio
A dor"

Mão Morta, Arrastando o seu cadáver

(Obrigada NS por me teres 'ensinado' a gostar desta banda!!! :) )

3 comentários:

NS disse...

Parece-me que afinal este Blog tem qualidade... eheh

Sandrine disse...

És muito ordinarão tu!!!! :D
he he he
O Blog tem qualidade, tem pois!!!! O som do vídeo é que nem por isso mas enfim...

Chapas disse...

:)