terça-feira, 20 de maio de 2008

Narcisismos


A chuva cai no pavimento molhado
Vou acompanhando o movimento da queda, acompanhando o seu percurso até ao chão alcatroado. O chão mil vezes percorrido.
Vejo o meu reflexo e fico parada. Atónita. Tento perscrutar as semelhanças de mim, tento rever-me naquela imagem cujos contornos se desenham no chão, tento encontrar a sombra do que fui, tento reconhecer as formas que são as minhas.
Paro a olhar para o chão como se um sinal vermelho me bloqueasse os movimentos, como se não conseguisse mais me movimentar.
Tento encontrar-me num reflexo de um chão alcatroado como se de um rio se tratasse.
Não me apaixonei por mim como no mito.
Tal e qual como também tu não te apaixonaste.
Continuo a andar pela estrada movimentada. Os pensamentos esses sim correm.
Imagino o que vês quando me vês. Imagino que também tu não reconheças a imagem de mim e vejas apenas a imagem que tens de mim. Serei apenas um número? Uma data? Uma forma concreta do Bilhete de Identidade?
Descontextualizada.

Em desarmonia continuada.
A chuva já não cai mais.
O chão já está quase seco.
E sem dar por isso eu continuei parada a tentar encontrar-me numa imagem desfocada.


Fotografia: Wet Road by Absent Godded
(Todos os Direitos Reservados)

2 comentários:

Miss Precious disse...

Estava eu precisava a falar em narcisismo no MSN e abro logo a seguir isto. Sintonia? :)

deKruella disse...

Hummm...se o chão está quase seco o melhor é ires ver a tua imagem num espelho assim escusas de estragar os olhos a ver tudo desfocado! :P