segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Não queria!


Não quero! gritou ela
Não quero ver-te assim, a definhar, a anulares-te, a não seres
Não quero! gritou ela de punhos cerrados e rosto vermelho
Enerva-me a tua estagnação, irrita-me a tua irritabilidade, irrita-me o irritares-me
Não quero! disse ela com as lágrimas já secas
Tu não te estás a ir abaixo, estás a afundar-te!
Atiraste com os remos e recusas-te a mexer
Não quero!
deixou ela escapar entre dentes num murmúrio próprio de quem perdeu já as forças
Não quero continuar a ver-te sem Te ver, a ouvir-te sem Te ouvir
Não quero sentir que já não sentes
Não quero perceber que já não nos entendemos
Não quero!
Pura e simplesmente não quero!
...
não queria...



Fotografia: Out of the rain by Glitterdarkstar
(Todos os Direitos reservados)

2 comentários:

pp disse...

Não queremos.......eu tenho remos se precisarem
estou aki vcs sabem onde.

pp

Patrícia disse...

olha, eu não tenho remos nem sequer sei nadar, mas tb ajudo, se precisarem, ok?

beijinhos,
Pat