quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Hoje sinto os olhos pesados



Hoje sinto os olhos pesados
são as lágrimas que queriam sair que ainda se encontram presas
ou antes congeladas debaixo das pálpebras
como se não tivessem outro sítio para onde ir
Hoje senti as mãos e os braços tremerem de uma forma descontrolada
quase inusitada
quase despropositada
Numa escala, a existir, de tremores atingi a escala máxima
e deixei-me ficar a tremer
Quem me visse pensaria que os meus braços e mãos nada mais eram do que folhas presas em ramos frágeis a serem fustigados pelo vento
Hoje senti todos os meus nervos à flor da pele
e sinto ainda a pele dorida de tamanha colisão
Hoje apetecia-me ser por todos considerada louca
puder gritar e esbracejar
quiçá mesmo saltar aos gritos
Apetecia-me que fosse considerado normal e fosse reconhecido
gostava que viessem os senhores da bata branca e sem grandes espantos me pusessem a dormir
um sono calmo e profundo
um sono drogado
só para não ter que continuar a existir
Hoje senti-te a falta
só para me dizeres que tudo iria correr bem
só para me fazeres ver o lado positivo
só para me perder nos teus braços e receber os teus miminhos.


Fotografia: Coolwhite by Nilgün Kara
(All rights reserved)

4 comentários:

PP disse...

Tem dias assim amiga.!!!..chora mas não mostres ao inimigo que o fazes, treme, mas pensa no calor humano de quem gosta de ti, intitula-te folha de árvore, mas fortalece-te, bebe a seiva bruta de quem te entende...posto isto, o que dizer-te, o meu ombro se quiseres tens, o meu abraço é teu, é certo que posso não ser a pessoa certa para tal...mas sou teu amigo e preocupo-me contigo...tem calma beijo doce.

BZTA :)

Chapas disse...

Sabes que tens o meu nº guardado nesse aparelho ao qual chamas telemovel...e o meu ombro, e o meu feitio para te dar na cabeça e também ajudar se possivel...porque os amigos estão sempre presentes....mesmo quando não estão...

bj

deKruella disse...

E eu ao teu lado sem saber o que fazer e a ver-te a escrever a pensar que o pior já tinha passado e que até tinhas aguentado bem a estopada!

Afinal...

Sandrine disse...

Obrigada a todos!
Beijo enorme