quinta-feira, 17 de julho de 2008

Dualidades


Tenho em mim a força de mil Leões... a aguardar pacientemente na sombra
do anonimato a altura ideal para atacar
Possuo em mim a vontade de correr de mil Chitas... a aguardar o momento
em que terão que perseguir o que há a atingir
e nos ombros o peso de mil Elefantes que são o peso que coloco em mim
Encontro-me e desencontro-me nos meandros de uma floresta densa e nunca
antes desbravada porque é a minha
Sinto o fogo que me queima... pensamentos feitos fagulhas que a qualquer
momento atearão o calor do corpo
Tenho impregnado em mim o cheiro da terra molhada, a beleza de uma
cascata e sinto-me quase nada
Tenho em mim o lado animal e humano, o lado selvagem e meigo
e nada fica pelo meio
Nos antípodas dos reinos revejo-me
e por sua culpa me perco...


Fotografia: BW Totem by Roberto Roseano
(All rights reserved)

1 comentário:

Miss Precious disse...

Estou a ver que hoje te sentes muito selvagem.
Faz-nos falta de vez em quando.