quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Inspira... expira...

Esperneio
bato com a cabeça
finco as unhas
reviraria os olhos se conseguisse
espernearia se alguém me agarrasse
fincaria as unhas se houvesse alguém por perto
deixo-me ficar
sentada
despenteada
inspiro como quem quer todo o mundo dentro do peito
expiro como quem dá à luz um filho
seguro-me à terra
agarro-me às raízes
ouço-me a arfar
ouço o meu sangue pulsar
e sinto-me a enlouquecer
Esperneio
bato com a cabeça
finco as unhas
e fecho os olhos
inspiro como quem acabou de ter um filho dentro do peito
e expiro como quem se quer ver livre do mundo.

2 comentários:

Anónimo disse...

Just tody!
Don,t be angry!
Don,t worry!
Be grateful!
work hard!
Be kind to others!
E depois respira fundo, vais perceber que viver não é assim tão desagradável.jinhos.Quero-te muito.

PP disse...

Como diz o nosso futuro treinador...

é preciso muita TRANQUILIDADE...e deixar fluir a vida e as emoções...tem dias.

jito miga