sexta-feira, 9 de outubro de 2009

Dói-me a pele...


Dói-me a pele.
Sinto que tenho os nervos demasiado à flor da pele e por isso dói-me a pele.
Sinto as dores nos braços pousados sobre a secretária, na ponta dos dedos que deixaram de há muito sentir para apenas soletrarem letras num teclado que de tanto usado já perdeu o contorno das suas teclas, que emite um som mais abafado mas que mesmo assim continua a escrever... continua a deixar-se ser manipulado, 'dedado' para ser mais exacta!
Dói-me a pele.
E os cotovelos sentem a dor que se infiltra nos ossos como se de canos se tratassem
E sinto que em cada inspiração a expiração que se segue é feita a custo, é feita porque é mesmo preciso e quase nunca porque é o que se quer.
Dói-me a pele.
E a dor é excruciante.
...

e depois a dor passa com um simples sorriso que nos chega pelo computador...
e depois alguém diz-nos "Gostei de estar com vocês" e sente-se o carinho a substituir a dor.
E parto para fim-de-semana com um cansaço enorme mas com um calor delicioso no peito!


Fotografia: Teardrop Skin by Nuno Pires
(All Rights reserved)

2 comentários:

PP disse...

Epá se um sorriso ajuda...então cá vai :) :) :)
bom fim de semana....e cuida da pele.
Descansa amiga para carregares as pilhas.

jito

Sandrine disse...

Obrigada lindo! :)
Beijinho grande